quarta-feira, 26 de outubro de 2011

LIVRO ‘NÃO COMI, NÃO REZEI, MAS ME AMEI’ – GISELA RAO



Gente,

Eu estou num processo hiper  ‘viajante’ – para quem está de fora da minha vida deve ser um saco, mas para mim é muito gostoso! Risos – de mudança interior. Então, me observo muito, mas muito mesmo.  Relaxem que não é nada obsessivo, estilo Gollum, personagem da saga Senhor dos Anéis – ‘My Precious’ – mas é um momento de observação e ponderação. Saber meus limites, onde me dói, onde tem ego, onde não tem, enfim, revirar tudo lá de dentro.

E num desses dias de observação, estava muito cansada, voltando do curso Técnico em Contabilidade. (Obs: O que acho bom nesse momento do curso, é que as meninas que conversam comigo passaram pelo MESMO PROCESSO que eu. Estamos no curso visando não só carreira, mas fomos movidas internamente por uma necessidade de ‘ter’ uma carreira. Sabemos internamente, que o curso não supre nossos anseios, aquilo que realmente queremos e/ou acreditamos, mas nos dá um direcionamento de mercado. Sei que esse discurso não é o que de fato faz a vida valer a pena – afinal, estamos no curso errado, por assim digamos! Risos – mas enfim, entramos nessa, e vamos até o fim.) Até que, meu lado ‘criança interior’ sentiu muita vontade de comprar um livro novo na Super News, local que amo comprar livros e/ou revistas.

Daí, me deparei com o curioso livro ‘Não Comi, Não Rezei, mas me Amei’ – de Gisela Rao, Publicitária. Eu não conhecia seu trabalho, mas minha irmã comentou que já havia lido seu Blog e tinha achado muito bacana.
Eu comprei o livro, e relaxei bastante, nas primeiras páginas a gente já se identifica com a autora. Ela expõe uma espécie de diário particular de 365 dias falando sobre a auto estima. Inclusive, ela tem um Blog sobre isso, chamado ‘Vigilantes da Auto Estima’, que é muito bacana.

O nome do livro tem conotação com ‘Comer, Rezar e Amar’ de Elizabeth Gilbert, que passou um ano em profundo processo de autoconhecimento, assim como a autora Gisela.
Altamente indicado a toda mulher que quer se conhecer, se divertir, e ao mesmo tempo, levar uma motivada legal para prosseguir com seus sonhos.

“É na simplicidade das pequenas coisas, que se encontram as grandiosidades da vida...”(Essa frase é de minha autoria tá? Risos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário