sexta-feira, 6 de julho de 2012

Tanabata Matsuri - Dias 07 e 08 de Julho de 2012



Ai, que lindooooo! :-) 

Estava lendo agorinha mesmo sobre a história folclórica do Tanabata Matsuri – Festival das Estrelas, que é um festival japonês que ocorre todos os anos na Praça da Liberdade, em São Paulo. Uma festa simplesmente linda, cheia de coisas deliciosas para papar (quem curte comida oriental, claro!) e muitos enfeites dignos de belas fotos.
Eu aconselho à todos(as) que venham conhecer essa linda tradição !

Segue história abaixo, vinda do site www.japanlink.com.br :
Uma das maiores e mais populares comemoração japonesas, o festival de Tanabata ou Tanabata Matsuri, é muito conhecido por sua decoração, durante o festival ruas e praças são decoradas com grandes ramos de bambu ornamentados com pequenos pedaços de papel colorido que simbolizam as estrelas, os tanzaku (短冊), onde as pessoas escrevem seus pedidos.
Origem do nome
O nome Tanabata é relacionado com a leitura das cartas chinesas, que costumavam ser chamadas de shichiseki [七夕]. Para tanto, nas cerimônias xintoístas de purificação, as miko [巫女] (mulheres que transmitiam as palavras dos deuses) vestiam sobre seus vestidos, um pano especial denominado tanabata [棚机], rezando para os deuses pela proteção das plantações de arroz, pela chuva e mais tarde, por uma boa colheita no outono.
Curiosamente, devido à influência da festa chinesa, escreve-se Shichiseki em chinês [七夕] e lê-se Tanabata em japonês [たなばた].
A Lenda que deu origem à comemoração:
Há muito tempo, morava próximo do rio de estrelas, Amanogawa [天の川] (Via Láctea) uma linda princesa chamada Orihime [織姫] a “Princesa Tecelã”, a qual tecia belas roupas mas vivia triste por estar sempre ocupada, sem tempo para se apaixonar.
Certo dia Tentei [天帝] o “Senhor Celestial”, pai da moça, apresentou-lhe um jovem e belo rapaz, Hikoboshi (ou Kengyuu) [彦星] (Pastor de Gado), acreditando que este fosse o par ideal para ela.
Os dois se apaixonaram perdidamente. A partir de então, a vida de ambos girava apenas em torno desse amor, deixando de lado suas tarefas e obrigações diárias.
Indignado com a falta de responsabilidade do jovem casal, o pai de Orihime decidiu separar os dois, obrigando-os a morar em lados opostos da Via-Láctea.
A separação trouxe muito sofrimento e tristeza para Orihime. Sentindo o pesar de sua filha, seu pai resolveu permitir que o jovem casal se encontrasse, porém somente uma vez por ano, no sétimo dia do sétimo mês do calendário lunar, desde que cumprissem sua ordem de atender todos os pedidos vindos da Terra nesta data. Assim, todos os anos, nesta data, a partir da foz da Via Láctea, um barqueiro da lua leva Orihime ao encontro do seu amado Hikoboshi. Contudo, caso a princesa não tenha feito o melhor da sua tarefa, o Senhor Celestial fazia com que chovesse, inundando o rio e impedindo que o barqueiro viesse buscá-la. Nestas ocasiões, os Kasasagi (grupo de aves) ajudavam a princesa a cruzar o rio, formando uma ponte de pássaros sobre a Via Láctea.
Este casal é representado por estrelas situadas em lados opostos da galáxia, que realmente só são vistas juntas uma vez por ano: Vega (Orihime) e Altair (Kengyu).

O festival teve início há mais de 1.150 anos, na Corte Imperial, e a data tornou-se feriado nacional em 1603.
No Brasil
No Brasil o primeiro festival Tanabata foi realizado na cidade de Assaí no Estado do Paraná no ano de 1978.
No Bairro da Liberdade
Com o nome de “Festival das Estrelas”, o Tanabata Matsuri é realizado na cidade de São Paulo, na Praça da Liberdade, no mês de julho, desde 1979, são realizados apresentações de tambores Taikô, danças folclóricas e shows de cantores.
Esta é a principal comemoração anual do bairro, incluída no Calendário Turístico do Estado e do Município de São Paulo.”
Complementando a explicação sobre a tradição, é costume nessa festividade escrever pedidos em papéis coloridos denominados Tanzakus (cada Tanzaku tem uma cor) e amarrá-los nos bambus, que serão queimados à meia noite de domingo. (Foto abaixo)

Interessou? Então vem!!! 
Dias 07 e 08/07/2012
Abertura Oficial : 14:30h dia 07/07/12
Valor: Gratuito
Local: Praça da Liberdade, Rua Galvão Bueno e Rua dos Estudantes – Liberdade, São Paulo – SP
Obs: Depois posto fotinhas !!! Vou de Kimono esse ano, arrasando na cultura !! ;)



Nenhum comentário:

Postar um comentário