quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Entretenimento - Exposição Ron Mueck e Filme 'Êxodo'

E aí pessoal, tudo jóia com vocês?

Minhas andanças por Sampa tem se tornado menos frequentes. Antes, era porque eu trabalhava que nem uma louca e ficava na rotina de casa-trabalho-casa. Atualmente, é porque fiquei meio 'reclusa' dois meses realizando meus projetos pessoais e dando o melhor de mim em cada um deles - primeiramente, a minha Rádio online Vida Paulista, e agora, minha querida lojinha online Arte e Vintage.

Porém, eu vou comentar sobre alguns passeios que andei fazendo, que tem sido e/ou foram muito chamativos para os paulistanos.

O primeiro deles, foi a famosa exposição do escultor Ron Mueck, na Pinacoteca do Estado de SP. Pegamos (eu, minha irmã, amiga e filhos) uma fila de 2 horas (considerada pequena devido ao fato de termos ido durante a semana), debaixo de sol, e ainda por cima vendo de camarote brigas rolando. (Sim, brigas na fila, de corpo a corpo, tanto é que tiveram que vir os seguranças para separar os marmanjos.)

Porém, valeu a pena. As esculturas são sensacionais. muito bem feitas (qualidade inquestionável), representando o dia a dia do ser humano em suas variáveis - desde uma mulher fazendo compras carregando um bebê, até um corpo de um frango pendurado, pronto para o consumo.
As esculturas são enormes e cheias de detalhes que traduzem perfeitamente o corpo humano - tanto é que por isso que eu questionei à atendente da exposição quanto tempo o autor demorou para fazê-las, e ela me explicou que ele levou cerca de 1 ano em cada escultura. Ela ainda complementou que o autor tem cerca de 45 esculturas, e que vieram apenas 9 para cá.

Já imaginaram, vocês passarem 1 ano trabalhando em uma escultura? Os detalhes, o suor de cada dia, a concentração? Realmente, é digno de uma visita por pessoas do mundo todo. O que eu curti foi que em um certo momento da exposição há uma sala mostrando um vídeo com o autor trabalhando. Muito legal e interessante!

Fiquei refletindo nos outros gênios que temos por aí - o quanto é trabalhoso concluir uma obra. Hoje, mais do que nunca, o ditado 'tempo é dinheiro' cabe como uma luva para todos nós. O tempo passa voando, e mais do que nunca agora, precisamos nos dedicar realmente àquilo que amamos e que acreditamos. Gastar tempo à toa é sinônimo de vida mal vivida. (Para mim isso era um lema, mas agora está se tornando o lema mundial devido a nossa correria.)

Lado ruim da exposição? Apenas a ignorância humana, representada através de pessoas na exposição que, em vez de apreciarem a obra do autor, preferiam tirar selfies ao lado das esculturas só para mostrar que estavam numa exposição. (E não deixavam os outros que queriam apreciar a obra se aproximarem.) O que torna uma pessoa culta não é ir a uma exposição, e sim, compreender o significado do esforço do autor em transmitir uma mensagem. Duvido que as pessoas 'desesperadas' pelo selfie apreciaram a exposição. Mas enfim, isso não cabe a mim nem as pessoas que estavam comigo, que por fim deram o valor a obra que estava sendo mostrada. :)

Fica a dica para vocês irem, façam um esforço que é merecido :)  Fotinhas abaixo da exposição - link com informações, CLIQUE AQUI.






Quanto ao filme 'Êxodo - Deuses e Reis', que estreou em 25 de Dezembro, show de bola. Os efeitos especiais foram dignos de indicações ao Oscar (embora nem sei se isso ocorrerá) e curti as atuações dos atores principais. Christian Bale é excelente, e o ator que representou seu irmão, Joel Edgerton, me surpreendeu muito positivamente falando.

O filme conta uma 'versão' (pois não foi ao pé da letra conforme a Bíblia conta) da história de Moisés, que mesmo tendo sido criado como filho adotivo do Faraó, ajudou os hebreus a se libertarem da escravidão no Egito. Tem lições lindas! Vale a pena conferir! 



SPOILER - SE VOCÊ NÃO ASSISTIU E AINDA QUER ASSISTIR, NÃO LEIA - Segundo minha irmã, que é historiadora, alguns fatos foram adaptados da Bíblia. Um deles, é o fato de que Moisés tinha dúvida de sua missão - Ela me disse que Moisés que não tinha dúvida alguma do que fazia, ele era muito confiante nas orientações recebidas de Deus. O outro fato, é o lance do irmão de Moisés sobreviver ao Mar Vermelho.Segundo a Bíblia, ele não sobreviveu. Mas enfim, são detalhes que na minha concepção não deixaram a história tão distorcida. 

Agora, vem meu momento revolta com a academia Hollywoodiana - GENTE, FAZ ANOS QUE NÃO SINTO MAIS VONTADE DE ASSISTIR O OSCAR. Por que o Oscar está desprezando os filmes de super produção?! Porque um filme como esse não pode ter boas atuações? Nos últimos anos, todo filme considerado 'blockbuster', ou seja, filme de super produção, de aventura/ação tem ficado de fora das premiações.
Não estou menosprezando de forma alguma os filmes super 'cabeça' e de drama que tem surgido e feito sucesso, como 'A Teoria de Tudo', que tenho curiosidade de assistir quando estrear. Mas, por que as super produções não merecem concorrer também? Acredito que a academia esteja estigmatizando esse tipo de filme. Opinião de uma leiga que adorava assistir o Oscar antigamente, e que assistia à vários filmes que concorriam ao prêmio - atualmente, se eu assistir dois filmes que concorrem aos prêmios é muito. 

 Beijos Paulistanos com sabor Paleta Mexicana Doce de Leite - Aqui não se toma mais 'sorvete', e sim, 'Paleta Mexicana'. (Que é um sorvete picolé recheado. Coisa de paulista. Rs.)